ENGASGO e manobra de Heimlich em adultos, crianças e bebês

blog beSafe

Quem nunca ouviu falar na história da criança que engoliu um pequeno brinquedo? Ou uma moeda? Sabemos que o engasgo é um dos maiores medos dos pais e mães em relação aos seus filhos. Não se fala muito, contudo, sobre a manobra de reversão para essas situações de risco inclusive para os adultos – que não são menos importantes quando tratamos deste assunto.

Vamos descobrir maiores detalhes juntos sobre o que fazer quando engasgarmos?

O que é engasgo?

O engasgo ocorre quando há bloqueio da traqueia (órgão ao qual o ar passa do meio externo aos pulmões e vice-versa) por um objeto estranho, por vômito ou até mesmo sangue. Anatomicamente a epiglote – uma cartilagem das vias aéreas superiores do corpo humano – protege a entrada de corpos estranhos na traqueia de modo que permite apenas a passagem de ar pelo canal traqueal. Quando o alimento é engolido, por exemplo, fica impedido de atingir a traqueia em condições ideais pelo fechamento da epiglote.

No entanto, esse funcionamento pode falhar ocasionando o bloqueio da passagem do ar. Por isso que, em alguns casos, o engasgo pode levar à morte por asfixia e, às vezes, pode até deixar a pessoa parcialmente ou totalmente inconsciente com uma coloração azulada chamada de cianose em situação de parada cardiorrespiratória.

O ensino dessa prática – incluída nos primeiros socorros – tornou-se obrigatória para profissionais em centros de ensino pela Lei Lucas – lei federal no 13.722 – após a morte de uma criança de 10 anos por uma situação de engasgo não atendida por despreparo dos responsáveis por ela.

Alguns especialistas da área médica afirmam que uma pessoa pode tolerar até 4 minutos sem oxigênio. Depois disso, a vítima pode ter uma parada cardiorrespiratória, desenvolver algum tipo de sequela – como uma isquemia cerebral pela baixa oxigenação – ou até morrer por asfixia.

Diante da gravidade do engasgo esta situação pode se tornar uma emergência médica que oferece risco a vida, sendo necessário a chamada do serviço médico especializado – como o SAMU – o mais rápido possível!

O que fazer em situações de engasgo?

A manobra que se realiza é a conhecida mundialmente como Manobra de HeimlichEsta manobra tem como objetivo remover o corpo estranho das vias aéreas da vítima. Ela ocorre pela realização de uma pressão positiva na região do epigástrio (“boca do estômago”), a qual fica localizada dois dedos abaixo do fim do esterno (osso longo que une as costelas), colaborando com a desobstrução e consequente passagem de ar.

Mais detalhes serão descritos a seguir para as diferentes faixas etárias e perfis de vítimas.

Como realizar a Manobra de Heimlich em adultos e crianças maiores que dois anos?

Vítimas conscientes

  • coloque a si e a vítima em segurança;
  • peça para a pessoa tossir 5 vezes com força;
  • bata 5 vezes no meio das costas, mantendo a mão aberta e em um movimento rápido de baixo para cima;
  • se as etapas anteriores falharem, no caso de adultos, posicione-se atrás da pessoa ainda consciente;
  • no caso de crianças, posicione-se atrás, mas de joelhos;
  • coloque um dos membros entre as pernas da vítima e o outro um pouco atrás para dar apoio à manobra;
  • passe os braços em volta do tronco da pessoa em forma de abraço;
  • cerre o punho da mão que tem mais força e coloque-a, com o nó do polegar, sobre a boca do estômago da vítima, que fica entre as costelas;
  • coloque a outra mão sobre a mão que tem o punho cerrado;
  • faça pressão com as mãos contra o estômago da pessoa, para dentro e para cima, como se fosse desenhar uma vírgula em movimento em forma de “J” (como se estivesse levantando a pessoa);
  • continue o movimento até que a pessoa elimine o objeto que está causando a obstrução.

Se a pessoa continuar engasgada está indicado chamar ajuda médica especializada de emergência ligando para o 192 pelo botão vermelho de emergência do app beSafe. Durante esse tempo, pode-se manter a manobra de Heimlich. Se a manobra ficar dificultada com a perda de consciência, pode-se deitar a vítima em superfície rígida de barriga para cima e fazer o mesmo movimento de pressão epigástrica de baixo para cima no intuito de expelir o corpo estranho da traqueia. É possível sentar sob as pernas do paciente para adquirir apoio e realizar a manobra com a região hipotenar (parte “dura”) das mãos e dedos entrelaçados – semelhante à posição das mãos na massagem cardíaca. 

Vítimas inconscientes

Neste caso, devem ser instituídos os primeiros socorros para adultos ou para crianças.

Como realizar a manobra em caso de engasgo se estiver sozinho?

Fique calmo, chame por ajuda e se coloque em segurança. Repita os seguintes passos:

  • Tente tossir 5 vezes;
  • Encontre algo, à altura de sua cintura, onde você possa curvar-se;
  • Feche uma das mãos. Posicione-a em seu abdômen acima do umbigo e a cubra com a outra mão;
  • Curve-se na superfície firme com altura apropriada com os punhos entre o móvel e o abdômen;
  • Empurre o abdômen com os seus punhos, para dentro e para cima, pressionando
    contra a superfície (mesmo intuito da manobra em vítimas adultas conscientes).

Objetiva-se que, com peso do corpo, uma pressão seja exercida na área de epigástrio provocando saída do ar pelos pulmões de modo a expulsar o corpo estranho das vias aéreas.

Como realizar a manobra em crianças menores de dois anos e bebês?

Bebê consciente como vítima

  • coloque a si e a vítima em segurança e chame por ajuda;
  • aja rapidamente colocando o bebê de bruços em cima de seu braço e faça 5 compressões “em tapa” entre as escápulas (no meio das costas abaixo da nuca);
  • depois, vire o bebê de barriga para cima e faça 5 compressões sobre o esterno com os dedos médio e indicador (osso do meio do tórax entre os mamilos);
  • se conseguir visualizar o objeto pela boca da vítima, retire o mesmo com seus dedos;
  • caso não seja possível a visualização do objeto nem a retirada, continue realizando as compressões até a chegada do serviço de emergência.

Bebê inconsciente como vítima

Neste caso, devem ser instituídos os primeiros socorros para bebês.

Sinais de engasgamento do bebê

Os sinais mais comuns de engasgo nos bebês são:

  • respiração rápida e ofegante e com sinais de esforço respiratório;
  • tosse, espirro, ânsia de vômito e choro durante a alimentação;
  • ausência de movimentos respiratórios;
  • alteração na coloração dos lábios (que se tornam azulados) e da face (com palidez ou vermelhidão);
  • emitir sons incomuns ao respirar.

Situações mais graves são identificadas se o bebê não conseguir tossir ou chorar. Nesse caso os sintomas presentes são pele azulada ou arroxeada, esforço respiratório exagerado, irritabilidade e eventual perda de consciência com parada cardiorrespiratória

Em todas as situações de primeiros socorros é necessário manter a calma, para poder agir com segurança e inteligência.

Lembre-se de manter a calma, se colocar em segurança, colocar a vítima em segurança antes de iniciar o atendimento. Não hesite em chamar o serviço médico de emergência especializado se as manobras não funcionarem – o tempo ganho na chamada rápida por ajuda por salvar vidas e, principalmente, agir como prevenção para casos de falhas na manobra.

Principais causas de engasgo em bebês e crianças

As causas mais comuns de engasgo em bebês ou crianças são:

  • durante a mamada; 
  • tomar água, suco ou mamadeira na posição deitado ou recostado;
  • deitar os bebês depois deles comerem ou mamarem sem ter arrotado ou regurgitado;
  • ao comer grãos de arroz, feijão, pedaços de fruta escorregadias como manga ou banana;
  • pequenos brinquedos ou peças soltas;
  • moedas, botão;
  • bala, chiclete, pipoca, milho, amendoim;
  • pilhas, bateria ou íman que podem estar nos brinquedos.

Para saber mais sobre engasgo e manobra de Heimlich, acesse os artigos sobre:

TROTE É CRIME

De acordo com o artigo nº 340 do Código Penal, a falsa comunicação de crime ou de contravenção está sujeita a detenção de um a seis meses ou multa. Portanto, não ligue para os serviços de emergência por “brincadeiras” ou com informações mentirosas.

 VOCÊ NÃO VAI ESPERAR UM ENGASGO ACONTECER PARA SE PREVENIR, NÉ?

Clique aqui para baixar grátis o app beSafe – um aplicativo que oferece mais proteção a você e a sua família e te aproxima do atendimento do SAMU, dos BOMBEIROS e da POLÍCIA em casos de situações de emergência com possibilidade de chamar seus contatos de emergência ao mesmo tempo de maneira automática.

A beSafe é comprometida com o cuidado de vidas em todo o país. Exija dos educadores de seus filhos e entes queridos o treinamento com equipe médica capacitada em primeiros socorros.

bESAFE HEALTH&EDTECH © 2021
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.